• Instagram ícone social
  • Facebook ícone social

© 2018 - 2019  -  MultiMeios - Gestão de  Conflitos & Capacitação

Curso de Formação de Mediadores

CURSO DE FORMAÇÃO DE MEDIADORES DE CONFLITOS 

Objetivos

Gerais e Específicos

Objetivo Geral:

 

Capacitar profissionais de nível superior,  estudantes de graduação e interessados em geral,   para atuarem como  mediadores, seja no  âmbito privado ou público.

 

Objetivos Específicos:

 

- Ampliar o conhecimento acerca de novos modos de abordagens das situações de conflitos.

- Estimular os alunos a desenvolverem  competências cognitivas para  perceber  os conflitos; ampliar  as competências emocionais para lidar com os sentimentos e necessidades das pessoas ; estimular competências de pensamento criativo; aprimorar  competências de condução de negociação para obter melhores resultados;  desenvolver competências comunicativas para  usar a  comunicação conciliatória e  não-violenta  para favorecer  o entendimento  recíproco e a realização dos interesses reais dos mediandos;

 

- Apresentar  o procedimento da  Mediação  e suas especificidades  como  método  autocompositivo de resolução de disputas, situando a Mediação no contexto jurídico brasileiro;

- Expor  os princípios éticos e fundamentos  teóricos da  mediação de conflito;

- Desenvolver e ensinar  as etapas do processo de Mediação  segundo o Manual de Mediação Judicial recomendado pelo Conselho Nacional de Justiça;

- Apresentar    as técnicas utilizadas no manejo construtivo das disputas.

Conteúdo Programático

ETAPA I

Teórico

Fundamentos da Mediação de Conflitos e Exercícios Simulados  

( 40 horas )

Panorama histórico dos métodos consensuais de solução de conflitos

Deontologia do mediador

Noções de psicologia e tratamento das pessoas nos aspectos ético e humanos

Legislação Brasileira – Resolução 125

Novo Código de Processo Civil

Lei da Mediação

Cultura da paz e métodos de solução de conflitos

Política judiciária nacional de tratamento adequado dos conflitos

Teoria da Comunicação

Teoria dos jogos

Moderna teoria do conflito

Negociação

Estudo da conciliação e suas etapas

Mediação de conflitos: princípios e etapas  

Exercícios práticos de mediações

Áreas de utilização da conciliação e mediação

Interdisciplinaridade da mediação

O papel do conciliador/mediador e sua relação com os envolvidos na conciliação e na mediação

Código de ética de conciliadores e mediadores/deontologia

Simulações de atendimentos de casos de mediação

Conteúdo Programático

ETAPA  II

Práticas supervisionadas

Carga horária:  60 horas 

Observdor

Co- mediador

Mediador

Antes de iniciar o estágio prático, caberá ao aluno encaminhar ao supervisor as respostas dos exercícios constantes no Manual de Mediação Judicial, 6ª. Edição.

Em seguida, o aluno deverá conduzir casos  reais de mediação, sob supervisão, com apresentação de relatório de avaliação da sua atuação a cada atendimento no qual deverá  constar:

- breve resumo do caso

- questões a serem tratadas

- interesses e sentimentos de cada parte:

- reação das partes à declaração de abertura:

- uso do resumo e resultados obtidos:

- comentários sobre o uso da validação de sentimentos:

- técnicas utilizadas:

- aspectos que necessitam  melhoria do desempenho:

- comentários do conciliador/mediador sobre sua atuação

O aluno deverá experimentar os papeis de observador, co-mediador e mediador, contudo, devendo atuar em equipe formada por 3 pessoas, ou, no mínimo, em dupla.

Nesse módulo, o aluno aplicará o aprendizado teórico em casos reais, acompanhado por um membro da equipe docente (supervisor), desempenhando, necessariamente, três funções:

  1. observador, b) co-conciliador ou co-mediador, e c) conciliador ou mediador.

  2. Ao final de cada sessão, o aluno deverá apresentar ao supervisor um relatório do trabalho realizado,  no qual fará constar  suas impressões e comentários relativos à utilização das técnicas aprendidas e aplicadas segundo as especificidades do caso.

  3.  Caberá ao supervisor  dar um feedback ao aluno sobre sua atuação, assim como, orientá-lo  quanto ao uso apropriado das ferramentas técnicas. Essa etapa é imprescindível para a obtenção do certificado de conclusão do curso.

  4. O Módulo II sera realizada nos campos de prática da MultiMeios

Os alunos serão designados pelo Supervisor para realizar a Mediação , de acordo com o grau de desenvolvimento deles  no estágio. 

 

Justificativas e metodologia do curso

Potencialidades e demandas do curso

Aulas expositivas com apresentação de slides em power point, vídeos produzidos  pelo  Conselho Nacional de Justiça,  apresentação  e discussão de textos, vídeos  educativos, dinâmicas, exercícios em grupos, simulações de etapas da mediação, simulações de condução de casos com uso de técnicas

A Resolução 125/10 do Conselho Nacional de Justiça   estabeleceu a   Política Judiciária Nacional de Tratamento Adequado de Conflitos   com o objetivo de   fomentar o uso  dos métodos autocompositivos na nossa sociedade  para a promoção da  pacificação social. Somado a isso, o Novo Código de Processo Civil  de 2015 destaca a importância da conciliação e da mediação como meios de resolução de conflitos em que as partes envolvidas assumem o protagonismo na tomada de decisões, obtendo assim soluções mais céleres e satisfatórias.

A promulgação da Lei 13.140/2015 ( Lei de Mediação) reafirma a  mediação como meio de solução de controvérsias  entre particulares e sobre a pertinência desse procedimento de autocomposição de conflitos no âmbito da administração pública. De igual modo, destaca sua condição de atividade técnica que deve ser exercida por terceiros imparciais, capazes de   auxiliarem e estimularem as partes a desenvolverem soluções consensuais para seus conflitos.

 Em decorrência da necessidade de capacitar adequadamente os mediadores para uma atuação pautada pela qualidade técnica e uma postura ética preconizadas pela Lei de Mediação, mostra-se relevante a oferta de Cursos de Mediação de Conflitos com  conteúdo programático  que contemple as principais disciplinas necessárias a formação aprimorada do mediador, seguida de Estágio Supervisionado de atendimentos de casos reais.

Atualmente, verificamos   que  profissionais do Direito, da Psicologia, do Serviço Social e  áreas afins  procuram  meios  consensuais de  soluções de conflitos  orientados por uma postura dialógica e de empoderamento dos envolvidos

Avaliação de aprendizagem

Avaliação  da aprendizagem

Sobre a avaliação da aprendizagem:

 

 Ao final do Curso de Mediação, espera-se que o aluno detenha as habilidades de:

-  uso adequado da comunicação conciliatória,

- condução de conciliações e mediações com o uso das técnicas aprendidas e respeitando as etapas dos processos de conciliação e mediação,

- uso de princípios da negociação integrativa

 - aptidão para estimular as partes  a  se comunicarem com respeito  

- capacitado para estimular as partes a criarem opções para a resolução de seus conflitos, voltados para o  empoderamento das mesmas.

Avalição do curso 

Avaliação de reação e desenvolvimento do curso

​ Avaliação de reação: O Curso de Mediação  de Conflitos   e o desempenho dos docentes  serão  avaliados por meio de questionário preenchido pelos discentes ao final das 30 horas teóricas e versará sobre:

-  organização do curso e cumprimento do plano de ensino

-  domínio (de cada docente )  do conteúdo e capacidade de ensino

Acompanhamento do desenvolvimento do curso: o professor coordenador do curso acompanhará o cumprimento do cronograma de aulas e o cumprimento do estágio supervisionado por meio de contatos e reuniões com os professores e alunos do curso.

Corpo Docente

Coordenação e supervisão

- Professora Andréa Angelini de Oliveira – Engenheira civil, Enfermeira com licenciatura no Ensino de Enfermagem,  Bacharel em Direito,  Pós-graduada em Auditoria de Sistemas, Mediadora certificada pelo Tribunal de Justiça de Minas Gerais. 

- Professora Silvana Fortes Silveira  –  Mestre em Direito, Advogada,   Mediadora certificada pelo Tribunal de Justiça de Minas Gerais, Professora de cursos de graduação de Direito.

- Professora Vilma Lúcia Boa Morte – Assistente Social,.  Mediadora judicial,  instrutora dos cursos de Conciliação e Mediação habilitada pelo Conselho Nacional de Justiça, supervisora de conciliadores  e mediadores.  

Certificação 

condições de aprovação e certificação

Condições de aprovação: O aluno deverá ter 100% de frequência na parte teórica do Curso de Mediação  e Conflitos  l averiguada por meio de assinatura em lista de frequência.

 Em seguida, deverá apresentar as respostas dos capítulos do Manual de Mediação Judicial.

Na fase do Estágio Supervisionado, o aluno deverá  realizar mediações em que demonstre   deter  competência no uso de técnicas apropriadas  de condução de conflitos. Deverá assinar  folha de frequência relativa ao número de horas cumpridas, com o mínimo de 60 horas para ter direito à certificação.

Sua postura profissional técnica deverá  ser pautada pelo respeito às regras e princípios do Código de ética de conciliadores e mediadores constante na Resolução 125/10.

Cumpridas as etapas necessárias à sua formação,  o aluno terá direito à certificação como mediador judicial,  se graduado em nível superior há mais de 2 anos.

​Para  certificação como como mediador extrajudicial, não há exigência de graduação de nível superior.

Precisa de mais informações?

Estamos aqui para ajudá-lo. Entre em contato por telefone, email ou redes sociais.

Ligue:

(31) 3024-5547 

(31) 998316564

(31) 991318061